segunda-feira, 10 de novembro de 2008

A história mais simples do mundo





Para a Senhorita Magali (meu amor)

Nasceu, chorou, gritou, respirou, silenciou, bebeu, comeu, borrou. Dormiu, despertou. Engatinhou, berrou... lambeu, sujou, pegou, soltou. Dormiu, sonhou. Chorou, chorou... chorou. Andou, falou, cresceu.

Comemoraram.

Brincou, caiu, brigou, perdoou, desculpou e envergonhou-se. Sorriu, sorriu, sorriu. Correu, pulou, chutou. "Gol!".
Estudou, aprendeu, reprovou... Passou.
Beijou, se apaixonou, suspirou.

Odiou. Esqueceu, lembrou. Mudou, escutou, viu, gostou: escreveu, rasgou.

Irou-se, calou-se, frustrou-se.

Reconheceu. Compreendeu. Confessou, declarou, ouviu... e se entristeceu. Ligou, desistiu. Esperou... Recomeçou.
Arrumou, insistiu, conseguiu, prosperou, deu, recebeu e ganhou.

Abraçou, cultivou, cantou, juntou-se e se emocionou.

Amou.

Agradeceu, congratulou. Viajou.

Retornou. Continuou.

Morreu.

Lembraram. Sorriram, choraram... de contentamento.

2 comentários:

Magali Polida de Lascada Silva disse...

que lindeza, amor!
você fez acréscimos, não foi seu lindo?!

silas disse...

Ah é. Eu sempre mudo algo por aqui. :)
Que bom que gostou, amor. ^^